fbpx

Formiga

ERRO DE DESCRIÇÃO

Saiba mais sobre a cidade de Betim: área, vegetação, cidades-fronteiras e um pouco sobre a história do município.

Saiba mais sobre a cidade de Formiga: área, vegetação, cidades-fronteiras e um pouco sobre a história do município.

Antes de mais nada você sabia que Formiga é uma das cidades com um polo da Unicesumar? Isso mesmo! A cidade conta com a melhor EAD do Brasil.

Com professores mestres e doutores, metodologia exclusiva, material didático online e físico gratuito, além de plataforma digital qualificada para ensino, a Unicesumar ainda assim conta com NOTA MÁXIMA pelo Ministério da Educação (MEC), sendo a melhor EAD do Brasil. São mais de 180 cursos de pós-graduação e graduação, assim, a Unicesumar tem reconhecimento internacional e polos em todos os estados do Brasil.

Área de Formiga:

1.501,915 km²

Vegetação Dominante:

Cerrado, Mata Atlântica

Municípios limítrofes:

Arcos, Cristais, Candeias, Pimenta, Córrego Fundo, Itapecerica, Santo Antônio do Monte, Pedra do Indaiá, Pains, Camacho e Guapé.

Sobre Formiga:

Sobre a origem do nome da cidade, encontra-se no Anuário Histórico e Geográfico de Minas Gerais, do Dr Nelson de Sena. De acordo com ele, o nome é uma referência sobre a correição de formigas por tropeiros que passaram pelo local e tiveram os seus carregamentos de açúcar atacados por esses insetos.
Outra versão é a que se vê no livro “Achegas à História do Oeste de Minas”, de Leopoldo Corrêa. O nome atribui-se ao mesmo que se dava, em determinadas circunstâncias, aos aldeamentos de índios, criados na região pelo governador da capitania de Goiás, Dom Marcos de Noronha.

A denominação estendia-se também ao ribeirão existente, assim, no local. Havendo, ainda, de acordo com Leopoldo, referências ao Rancho ou Sítio da Formiga, cuja existência já vinha de meados ou princípio do século XVIII.

Inácio Corrêa Pamplona passou com seus companheiros por terras de Formiga, tendo como auxiliares nessa jornada José Alves Diniz, Domingos Antônio da Silveira e outros. Este último, então, fixou-se em Formiga, na Fazenda do Córrego Fundo, requerendo sua sesmarias em 1767 e adquirido a do Córrego Fundo em 1777. Não só Domingos Antônio, mas ainda os parentes do mestre de campo vieram estabelecer-se na Mata do São Francisco.

Segundo o livro “Instituições da Igreja no Bispado de Mariana”, do cônego Raimundo Trindade, foi João Gonçalves Chaves o primeiro habitante da cidade de Formiga, cujos alicerces lançou, tendo requerido provisão de Capela em 1765. Em 1832 foi criada a paróquia de São Vicente Férrer de Formiga e, nesse mesmo ano, o distrito, por Decreto Provincial de 14 de julho.

Fonte

Código