fbpx

Santo Antônio do Monte

ERRO DE DESCRIÇÃO

Saiba mais sobre a cidade de Betim: área, vegetação, cidades-fronteiras e um pouco sobre a história do município.

Saiba mais sobre a cidade de Santo Antônio do Monte (Samonte): área, vegetação, cidades-fronteiras e um pouco sobre a história do município.

Antes de mais nada, você sabia que Santo Antônio do Monte – Samonte é uma das cidades com um polo da Unicesumar? Isso mesmo! A cidade conta com a melhor EAD do Brasil.

Com professores mestres e doutores, metodologia exclusiva, material didático online e físico gratuito, além de plataforma digital qualificada para ensino, a Unicesumar ainda assim conta com NOTA MÁXIMA pelo Ministério da Educação (MEC), sendo a melhor EAD do Brasil. São mais de 180 cursos de pós-graduação e graduação, assim, a Unicesumar tem reconhecimento internacional e polos em todos os estados do Brasil.

Área de Santo Antônio do Monte:

1.125,780km²

Vegetação Dominante:

Cerrado, Mata Ciliar.

Municípios limítrofes:

Divinópolis, Lagoa da Prata, Formiga, Pedra do Indaiá, São Sebastião do Oeste, Arcos, Japaraíba, Bom Despacho, Moema, Araújos e Perdigão.

Sobre Santo Antônio do Monte:

Antes de tudo, Santo Antônio do Monte é um município de origem portuguesa, em particular de açorianos, que chegaram a estas terras através de Pitangui. Assim, começou a ser povoado em meados de 1700. A história do município começou a ser escrita a partir de 20 de janeiro de 1758, quando Lopo Barroso Pereira recebeu uma sesmaria no Ribeirão Itaubira, junto à Capela do Alto Santo Antônio do Monte, Fazenda Cachoeira, terras por ele ocupadas bem antes da data.

Em 1865, devido a disputas provinciais entre liberais, no poder, e conservadores, na oposição, a Assembléia Geral aprovou a supressão da Vila de Santo Antônio do Monte, que foi posteriormente restaurada em 1871, graças aos esforços dos deputados provincianos Revmo Vigário Francisco Alexandrino da Silva e Dr Antônio da Silva Canedo. Logo em seguida, em 16 de novembro de 1875, após esforços da comunidade, a vila elevou-se à categoria de cidade. Isso ocorreu pela lei 2.158. A cidade está inserida na região Centro-Oeste do estado de Minas Gerais e possui aproximadamente 30 mil habitantes.

Tem como principal atividade econômica a produção de Fogos de Artifício (Ramo Pirotécnico) que garante emprego e renda a um expressivo contingente de trabalhadores, além de outros ramos dinâmicos nos setores da indústria e de serviços. Paralelo a essa produção industrial, há um importante setor agropecuário que contribui de forma eficaz para o desenvolvimento municipal. Atualmente, por fim, o município desenvolve-se buscando equilibrar as necessidades do presente e a valorização do seu patrimônio cultural, referência importante sobre as histórias que antecederam ou acompanharam a formação da cidade.

Fonte: https://samonte.mg.gov.br/a-cidade/historia

Código