fbpx

Mateus Leme

ERRO DE DESCRIÇÃO

Saiba mais sobre a cidade de Betim: área, vegetação, cidades-fronteiras e um pouco sobre a história do município.

Saiba mais sobre a cidade de Mateus Leme: área, vegetação, cidades-fronteiras e um pouco sobre a história do município.

Antes de mais nada você sabia que Mateus Leme é uma das cidades com um polo da Unicesumar? Isso mesmo! A cidade conta com a melhor EAD do Brasil.

Com professores mestres e doutores, metodologia exclusiva, material didático online e físico gratuito, além de plataforma digital qualificada para ensino, a Unicesumar ainda assim conta com NOTA MÁXIMA pelo Ministério da Educação (MEC), sendo a melhor EAD do Brasil. São mais de 180 cursos de pós-graduação e graduação, assim, a Unicesumar tem reconhecimento internacional e polos em todos os estados do Brasil.

Área de Mateus Leme:

301,383 km²

Vegetação Dominante:

Cerrado, Mata Atlântica

Municípios limítrofes:

Florestal, Igarapé, Itatiaiuçu, Itaúna, Juatuba, Pará de Minas, São Joaquim de Bicas.

Sobre Mateus Leme:

Em primeiro lugar, seu nome é o de um grande bandeirante paulista que fundou em Minas Gerais o arraial de Itatiaiaçu. Assim, a denominação primitiva do município, Arraial do Morro de Mateus Leme, já aponta suas origens históricas. Mateus Leme, bandeirante de linguagem paulista cuja vida e trajetória pelas regiões mineradoras é ainda mal definida, foi o iniciador do povoamento local ao instalar-se próximo a uma serra que tornou o nome, presumivelmente nos primeiros anos do século XVIII.

Já em 1710, uma carta Sesmaria refere-se ao local (Morro do Mateus Leme), comprovando a sua origem bem remota; outras fontes documentais, dos anos 1739 e 1745, referem-se ao arraial.

Em 1822, o arraial contava com 2.358 ″almas″, segundo visita pastoral realizada neste ano. Em termos administrativos, a população passou por diversas mudanças: pertenceu aos municípios de Sabará e Pintagui, posteriormente incorporou-se aos municípios de Pará de Minas, antigo Patafufo (1848), Bonfim (1850) e (1870) e novamente Pará de Minas (1877). Adquiriu autonomia em 1938, quando criou-se o município.

O povoado que, posteriormente, daria origem ao atual município, fundou-se no início do século XVIII, na vaga que, buscando metais e pedras preciosas, levaria ao deslocamento de todo o eixo econômico brasileiro para Minas Gerais, formando inúmeras novas comunidades.

Fonte

Código