fbpx

Pitangui

ERRO DE DESCRIÇÃO

Saiba mais sobre a cidade de Betim: área, vegetação, cidades-fronteiras e um pouco sobre a história do município.

Saiba mais sobre a cidade de Pitangui: área, vegetação, cidades-fronteiras e um pouco sobre a história do município.

Antes de mais nada você sabia que Pitangui é uma das cidades com um polo da Unicesumar? Isso mesmo! A cidade conta com a melhor EAD do Brasil.

Com professores mestres e doutores, metodologia exclusiva, material didático online e físico gratuito, além de plataforma digital qualificada para ensino, a Unicesumar ainda assim conta com NOTA MÁXIMA pelo Ministério da Educação (MEC), sendo a melhor EAD do Brasil. São mais de 180 cursos de pós-graduação e graduação, assim, a Unicesumar tem reconhecimento internacional e polos em todos os estados do Brasil.

Área de Pitangui:

569,636 km²

Vegetação Dominante:

Cerrado, Mata Atlântica

Municípios limítrofes:

Sul Conceição do Pará, Norte Pompeu e Papagaios, a Leste Onça de Pitangui e Maravilhas e a Oeste Pitangui de Martinho Campos e Leandro Ferreira.

Sobre Pitangui:

O processo de ocupação da região onde está situado Pitangui teve início do século XVII, por bandeirantes paulistas, através das Minas Gerais, principalmente atraídos pelo ouro.
Antes de tudo, os primeiros ocupantes acamparam no Morro do Descoberto, onde o ouro se espalhava superficialmente na terra ‘a guisa de batatas’ – daí proveio o nome de Batatal ao morro, como hoje é conhecido.

A fama da descoberta do ouro correu célere, atraindo, assim, levas de aventureiros. Estava iniciado o povoamento. Pelas encostas do morro e às margens dos cursos d’água ergueram-se as casas, crescendo rapidamente o povoado. Formou-se assim a Vila Nova do Infante das Minas do Pitangui, em 1715.
Naquele ano, deu-se a revolta contra os tributos das ’36 arrobas de ouro’ e dos ‘quintos reais’. Homens armados pelos caminhos – daí o nome de Rio dos Guardas – impediram a chegada da justiça real. A pacificação só veio em 1718, tendo sido os revoltosos obrigados a refugiar-se para os lados de Goiás.
A paróquia foi instituída canonicamente em 1724, sendo a padroeira N. S.ª do Pilar de Pitangui. Passados 140 anos da criação da Vila do Infante, elevou-se a localidade à cidade, em 1855.

Por fim, em 1792 houve a descoberta de diamantes, em especial no Rio Abaeté; em 1798 foi a identificação de jazida de chumbo, tendo sido estabelecida uma fábrica para sua extração, denominada Minas de Galena; 1844: construção da Santa Casa da Misericórdia, concluída, então, em 1879 e até hoje em funcionamento.

Fonte

Código